quinta-feira, 5 de abril de 2012

BENEDICTO MONTEIRO


No ultimo dia 16 de março.. navegamos - eu ..meu irmão Benedicto Monteiro Filho- Geraldo Sirotheau e Antonio Carlos Andrade Monteiro - rumo ao Rio Amazonas para realizar o ultimo desejo do escritor Benedicto Monteiro.. saímos da acolhedoraSantarém e cruzamos o encontro das águas. 
Entregá-lo ao Rio Amazonas e deixar que ele corresse por suas tantas veias d'águas.. dentre elas o igarapé Surubiú que banha sua mítica Alenquer.. foi um ato sagrado de profunda reverência ao homem ..ao poeta..ao escritor.. ao político.. um revolucionário de alma libertária e libertadora que lutou a vida inteira por ideais de justiça e liberdade..e que bradou em defesa de sua- nossa amada Amazônia.
Agora o poeta é parte orgânica desse VERDEVAGOMUNDO que cantou em verso e prosa para o mundo todo.. 

Vai Bené... vai correr.. como o rio corre... livre.. e sem desassossego.

TE AMAMOS BENEDICTO!

..TEUS FILHOS....



Um comentário:

silvan cardoso disse...

O MCA- Museu da Cidade de Alenquer agradece vossa colaboração, doando-nos a urna que carregou as cinzas de Bené. A urna que, por sua vez, é uma das mais procuradas peças do acervo.

Abraços!